Bastidores

O meta blog do Manual do Usuário

Adeus ao emoji do cocozinho (💩) no Telegram

4/1/2023

Há cerca de um ano, o Telegram lançou as reações: emojis que podem ser usados pelos usuários para expressar reações a mensagens publicadas em conversas, grupos e canais.

O canal do Manual as ativou de imediato.

No painel de administração, é possível ativar todos os disponíveis ou fazer uma seleção.

Optei por limitar a oferta de emojis/reações, porque alguns eram redundantes e outros não fazem sentido no nosso contexto.

Entre os ativados estava o do cocozinho (💩), nome técnico “monte de fezes”. Ele sempre foi bem usado pela maioria que acompanha o canal, em notícias a respeito de criptomoedas e do Elon Musk, por exemplo.

Exemplo de bom uso do emoji do cocozinho em um post sobre Elon Musk/Twitter publicado no Telegram em 16 de dezembro de 2022. Ele é a reação mais usada (67 vezes)
Bom uso do emoji do cocozinho.

Ao mesmo tempo, não foram poucas as ocasiões em que o cocozinho causou desconforto, estranheza (exemplo) e, desde sempre, pedidos para que ele fosse removido. Havia contextos em que ele parecia estranho, e dada a liberdade interpretativa natural dos emojis, mesmo o uso “correto” não era uma unanimidade.

No final de dezembro, desativei o cocozinho. Ninguém reclamou e, devo reconhecer, não vê-lo ali deixou o canal mais bonito.

Nesta terça (3), duas notinhas que provavelmente teriam sido recebidas com cocozinhos foram veiculadas no canal do Telegram. Aparentemente, os leitores elegeram o emoji “rosto embriagado” (🥴) como a resposta padrão às bizarrices do mundo da tecnologia.